Destino mais barato do Reino Unido tem universidade do Russell Group e cenários de Game of Thrones

Sabemos que, ao falar em Reino Unido, a maioria das pessoas já pensa direto na Inglaterra ou na Escócia e, às vezes, somente vem Londres à cabeça. E se te contássemos que tem um destino que une paisagens tão incríveis quanto as escocesas, o ambiente cosmopolita inglês e um custo muito mais acessível na terra da rainha? Não é "fake news", este lugar existe e se chama Irlanda do Norte.


Esquecida entre os países integrantes do Reino Unido e menos popular que a vizinha do sul entre os brasileiros, a Irlanda do Norte é rica em histórias e cultura, além de ser considerado um dos lugares com mais pessoas felizes, mundialmente conhecido por sua excelência em educação.


Vale lembrar que a Irlanda do Norte atrai muitos fãs do cinema e da televisão por fornecer muitas de suas paisagens para as filmagens, como é o caso do famoso seriado Game of Thrones, que teve grande partes das cenas feitas lá.


Foto: Divulgação

Sua capital, Belfast, é o centro cultural e econômico do país, considerado um dos lugares mais seguros e e o que possui o menor custo de vida do Reino Unido, onde acomodação, alimentação, viagens e lazer pesam muito menos no bolso do que outras cidades como Manchester, Edimburgo, Leeds e Newcastle. Se comparado a Londres, a cidade irlandesa é quase um terço mais barata.


Belfast também é lar de uma das melhores universidades parceiras do loveUK: a Queen's University Belfast. Fundada em 1849 pela Rainha Vitória, esta tinha o objetivo de servir como alternativa a outra instituição controlada pela Igreja Anglicana, tornando-se a nona universidade mais antiga do Reino Unido. Queen's se tornou independente em 1908 e, atualmente, é uma das maiores referências de ensino e pesquisa no mundo.


Foto: Divulgação/Queen's University Belfast


Membro do prestigiado Russell Group, a instituição conta com uma comunidade de mais de 23 mil estudantes. Destes, 2.200 têm origem em mais de 80 países. Em sua trajetória, Queen's reuniu uma série de alunos notáveis, detentores de cobiçados prêmios, como é o caso do Nobel de Literatura de 1995, Seamus Heaney, do Nobel da Paz de 1998, Lorde David Trimble, o Pulitzer Paul Muldoon e, ainda, teve como aluna a ex-presidente da Irlanda, Mary McAleese.


A universidade está classificada em 8o lugar entre as melhores do Reino Unido para excelência em pesquisas, com mais de 75% em liderança mundial nas mais diversas áreas. Entre os campos que tem mais reconhecimento em ensino e pesquisa estão Medicina, Ciências Biológicas, Direito, Gestão, Artes e Humanidades. "Nós temos instituições líderes mundiais em áreas especializadas como Conflict Resolution, Cyber Crime e Global Food Security, então sempre há algo a oferecer para aqueles estudantes excepcionais", afirma Peter Brimstone, International Officer da Queen's.


Foto: Divulgação/Queen's University Belfast

Foto: Divulgação/Queen's University Belfast


"De fato, temos muito orgulho da nossa história e liderança em pesquisas, mas nunca nos baseamos apenas em reputação. Também temos os centros de Innovation Commons e Innovation Academy, onde os alunos podem trabalhar com funcionários, investidores e consultores comerciais para tirar do papel ideias de negócios. Você não precisa acreditar apenas na minha palavra, a Red Bull nomeou a Queen's, juntamente com a University of Harvard, como uma das sete universidades no mundo genuinamente inovadoras", continua Brimstone.


O campus da universidade possui mais de 300 edifícios, muitos dos quais destacados pela importância arquitetônica, o que reforça sua missão de preservar a história, ao mesmo tempo que inova na educação e pesquisa do século XXI. Queen's é, ainda, classificada como a 24a universidade mais internacional do mundo e está entre as 200 melhores instituições do mundo, segundo o QS World Rankings 2019.


Foto: Divulgação/Queen's University Belfast


"Nossos estudantes são parte fundamental do que faz Belfast uma cidade tão diversificada e inclusiva socialmente. Nós recompensamos o trabalho duro e a excelência e, por isso, Queen's oferece mais de 1.5 milhões de libras em bolsas para estudantes internacionais, para que possam aplicar seu talento e esforço no mundo real e em excelentes pesquisas", diz o International Officer.


Perguntado sobre as principais diferenças entre as capitais irlandesas, Belfast e Dublin - esta última amada por boa parte dos brasileiros -, Brimstone já tem os argumentos na ponta da língua: "o mais importante a dizer aos estudantes é que Belfast é uma cidade com um custo de vida muito melhor. Inclusive, somos a cidade estudantil mais em conta do Reino Unido e 45% mais barata que Dublin, o que significa que seu dinheiro se estende muito mais aqui".


Indo além da questão financeira, o International Officer utiliza como argumento as próprias características naturais do país. "O Lonely Planet classificou Belfast como o destino número 1 no mundo para visitar em 2018 e o Escritório Nacional de Estatísticas nomeou oficialmente a Irlanda do Norte como o lugar mais feliz do Reino Unido. Isso significa que as pessoas são muito amigáveis e é um destino divertido para quem é estudante".


Giant's Causeway. Foto: Divulgação


"Belfast tem uma cena social diversa e vibrante, com incontáveis bares e restaurantes, todos a apenas uma pequena distância a pé desde a universidade. Também estamos muito próximos da famosa Causeway Coast, lar das gravações de Game of Thrones e da Giant's Causeway, Patrimônio Mundial da UNESCO. E se alguém tem muita vontade de visitar Dublin, fica apenas a duas horas de trem. Em suma, só tem vantagens!", finaliza.

Entradas recientes
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • LinkedIn Social Icon