Saiba como foi a experiência de ex-alunos loveUK na University of Leeds

Durante a #UniversityWeek sempre buscamos pessoas que tenham usado o serviço do loveUK para ingressar na universidade parceira que é tema da semana. A University of Leeds é tão reconhecida pelo seu desenvolvimento de pesquisas acadêmicas que a fez merecedora de fazer parte do Russell Group (que é como uma Ivy League do Reino Unido). Adicionado a isso, Leeds é uma cidade bem mais acessível financeiramente, menor, mas ainda muito animada! Perto de Manchester, a cidade possui uma atmosfera verdadeiramente universitária, com muitos jovens e muitas atividades voltadas para esse público por causa disso.

Todas essas vantagens, além de muitas outras que você deve estar acompanhando nas nossas redes sociais, atraem muitos estudantes internacionais. Uma verdadeira queridinha dos brasileiros, a University os Leeds nos proporcionou não apenas uma experiência de ex-aluno, mas duas!

Conheça a história de Vandson Galdino e Maria Victória Sales na University of Leeds:

Vandson Galdino

loveUK: Por que você escolheu Leeds?

Vandson Galdino: A Universidade de Leeds é reconhecida como uma instituição de excelência, estando entre as 100 melhores universidades do mundo, além de estar entre as melhores universidades do Reino Unido, fazendo parte do Russel Group, o seleto grupo das melhores 24 universidades do Reino Unido. Além dessas razões, o mestrado em Direitos Humanos oferecido pela Universidade de Leeds tem um foco especial na área jurídica, critério essencial na minha busca por uma especialização. A estrutura do mestrado é muito bem desenhada para proporcionar a profissionais do direito e de outras áreas uma forte imersão nos mais diversos debates do direito internacional dos direitos humanos. loveUK: Qual curso você fez em Leeds e durante qual ano?

VG: Eu cursei o mestrado em Direito Internacional dos Direitos Humanos (International Human Rights Law), em 2018/2019.

loveUK: O que você tem a dizer sobre a Universidade como um todo? Da infraestrutura? Do suporte a alunos estrangeiros?

VG: A universidade possui uma estrutura excelente, que te dá condições de desempenhar os seus estudos da melhor forma possível. Desde empréstimos de notebook, acompanhamento psicológico, até assistência individualizada com um professor tutor, o sentimento que temos é que todos esses auxílios são prestados para que o aluno possa se desenvolver academicamente no mais alto nível. As bibliotecas, o refeitório, as salas auxiliares de estudo (clusters), os espaços comuns de café e estudo, eram lugares onde eu passava a maior parte do meu tempo e onde me sentia confortável para estudar ou estar com meus colegas de turma. A sensação é que a universidade oferece todas as condições de infraestrutura para você realizar todas as suas tarefas. Eu brinco que só costumava ir para casa para dormir, porque todo o resto do tempo passava na universidade, já que a infraestrutura disponível supre todas as necessidades existentes. Além disso, a universidade dá uma atenção especial aos alunos estrangeiros, oferecendo desde aulas extras de escrita jurídica, para auxiliar no desempenho durante o mestrado, como um escritório internacional só para alunos estrangeiros, que nos ajudava desde questões relacionadas ao próprio estudo em si, quanto a realização de eventos, como por exemplo o café da manhã latino que fizemos entre vários estudantes da América Latina.

loveUK: Como foi o seu processo de adaptação?

VG: No começo tudo parece novo e excitante, o que cria um real sentimento de satisfação em estar lá. Depois de 3 meses, como a própria Universidade já tinha nos alertado, começa o inverno, e especialmente para quem vem de um clima quente como o Brasil, costuma ser a época mais difícil de todo o ano. As pessoas costumam ficar mais fechadas ou reclusas em seus quartos, o que dificulta um pouco a socialização. No meu caso, tive sorte de fazer uma boa rede de amigos, o que me proporcionou um apoio pessoal durante esses meses mais frios e de menos luz solar. Assim, ter uma rotina e boas companhias foram fatores importantes no meu processo de adaptação. No geral, explorar a cultura, ler jornais e notícias locais, ver como os ingleses comemoram datas festivas, adentrar dentro da história britânica, são ações que me ajudaram a entender o UK e me sentir cada vez menos deslocado.

loveUK: Conte uma experiência marcante do seu ano no UK.

VG: Uma das experiências mais marcantes que tive no UK foi participar do Hogmanay, uma procissão à luz de tochas que acontece todos os anos, no dia 30 de dezembro em Edimburgo, na Escócia. Hogmanay é a palavra escocesa para o último dia do ano e é sinônimo da celebração do Ano Novo de maneira escocesa. Assim, as origens de Hogmanay são vikings. Os invasores nórdicos comemoraram o solstício de inverno, o dia mais curto do ano, com festas selvagens no final de dezembro, que inclui uma procissão à luz de tochas.

Para participar do desfile, você precisa se inscrever e comprar um ingresso, que te dá direito a carregar uma tocha durante a procissão. Eu e meus amigos demos sorte de ficar exatamente à frente de um grupo de músico tocando gaitas de fole, o que tornou a experiência ainda mais única. loveUK: Suas expectativas atenderam a realidade?

VG: Costumo dizer que minhas expectativas foram todas superadas. Temos apenas uma pequena ideia de como as coisas vão acontecer. A vida no UK reserva tantas surpresas que não tem como não ser enriquecedor e verdadeiramente inesperado. É um ano que vai ficar na minha memória para sempre. Criei laços sociais, fiz novos amigos que hoje considero irmãos, ampliei meu horizonte sobre diversos temas, coisas que só um ano estudando fora poderia ter me proporcionado. loveUK: Como ter feito um mestrado no exterior refletiu na sua vida profissional?

VG: Foi graças ao conhecimento adquirido durante o mestrado no UK que tive a oportunidade de realizar um estágio de 3 meses junto a Missão Permanente do Brasil junto à ONU, em Genebra na Suíça. Igualmente, tenho recebido o reconhecimento no Brasil na minha carreira como Procurador Federal por ter alcançado esse mérito acadêmico.

Maria Victória Sales

loveUK: Por que você escolheu Leeds?

Maria Victória Sales: Eu escolhi Leeds por ter um departamento de História muito prestigiado. Eu estudei mestrado em Estudos Medievais e Leeds é uma das universidades de ponta para tal curso. Dentre os destaques estão: professores muito qualificados, bibliotecas com os melhores recursos, a existência de um bom arquivo dentro da própria universidade contendo manuscritos e outros documentos interessantes e um prestigiado congresso internacional anual em minha área. Além disso tudo, as opções de bolsas de estudo foram as melhores dentre as universidades que eu pesquisei e apliquei. Acredito que isso seja por Leeds ser não apenas uma grande cidade em termos econômicos na Inglaterra, mas também em número de estudantes. Ela é a quarta ou quinta maior cidade em número de estudantes, por isso que essa manutenção de status como universidade internacional que eles tanto prezam é refletida no número de bolsas oferecidas. loveUK: Qual curso você fez em Leeds e durante qual ano?

MVS: Eu fiz mestrado em Estudos Medievais (MA Medieval Studies) começando em setembro de 2018 até setembro de 2019 com a graduação em dezembro do mesmo ano.

loveUK: O que você tem a dizer sobre a Universidade como um todo? Da infraestrutura? Do suporte a alunos estrangeiros?

MVS: Como eu disse anteriormente, eles prezam muito pelo status de universidade internacional o que reflete no número de programas de ajuda aos alunos estrangeiros. Não apenas financeiramente como no caso das bolsas, mas em vários outros aspectos desde o de moradia, no qual uma acomodação é garantida para o aluno estrangeiro, até o de apoio psicológico e emocional com diversos programas de acolhimento e ajuda de profissionais na área. Quanto à infraestrutura, a universidade sempre visa a melhorar cada ano. No caso de acessibilidade, eu acredito que todos os prédios sofreram reformas para acomodar rampas e elevadores, mesmo os mais antigos. Existem também cinco bibliotecas no campus e uma galeria de exposições, sendo que uma das bibliotecas contém uma área exclusiva para pós-graduandos com salas privadas para grupos de estudos. Também existe um refeitório universitário, uma academia, um centro de estudos de línguas com diversos recursos para aprender ou aperfeiçoar uma língua estrangeira dentre outras facilidades.

loveUK: Como foi o seu processo de adaptação?

MVS: No começo foi difícil por eu estar em um país novo, numa cidade em que eu não conhecia ninguém, com um clima diferente, uma língua diferente e uma rotina de estudos bem pesada. No final tudo valeu a pena, mas vale destacar que eu tive todo o apoio da universidade em tempos difíceis. O próprio coordenador do meu curso marcava reuniões privadas com cada um dos alunos para ver como andava tudo, não só relacionado ao curso, mas também à vida pessoal, o que é um excelente início para quem precisa de uma ajuda a mais.

loveUK: Conte uma experiência marcante do seu ano no UK.

MVS: A minha graduação, com certeza. Simbolizou a concretização de um sonho que eu tinha me preparado por anos para conquistar. Foi muito emocionante, pois meus pais conseguiram viajar do Brasil até Leeds para me ver colando grau.

loveUK: Suas expectativas atenderam a realidade?

MVS: Sim. Tudo o que eu esperava do curso, da universidade e do país como um todo foram muito similares ao que eu vivi. loveUK: Como ter feito um mestrado no exterior refletiu na sua vida profissional?

MVS: Além de uma preparação técnica excelente para a continuação da minha vida acadêmica, eu tive oportunidade de conhecer muitas pessoas, muitos empregadores e projetos de carreira. A universidade conta com um centro de carreiras que é muito interessante de ser visitado, eu fui várias vezes e eles me ajudaram com o currículo, entrevistas, cartas de apresentação, além de sempre proporcionarem eventos com a presença de várias empresas e contratantes. Com certeza o meu diploma e essa minha experiência e aprendizados técnicos farão a diferença no mercado de trabalho.

Entradas recientes
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • LinkedIn Social Icon
Inscreva-se na nossa newsletter

Siga-nos

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon

loveUK © 2016 - Todos os direitos reservados