Volta às aulas: Como é estudar em uma universidade britânica na pandemia




Com a crise do coronavírus e o ano letivo começando, muitos estudantes ainda estão apreensivos com relação à forma como as universidades vão oferecer cursos de agora em diante. Com isso em vista, é importante ressaltar algumas medidas que universidades britânicas estão tomando e como tem sido a experiência de estudar na Middlesex University London durante a pandemia.

No Reino Unido, a palavra do governo é o que vale. Não existe a possibilidade de universidades não seguirem as regras, o que significa que as instituições de ensino devem se atualizar constantemente para que possam estar alinhadas com as regras mais recentes. Apesar de o Reino Unido ter começado a retornar à normalidade, o aumento do contato pessoal também elevou o número de casos, fazendo com que o governo implementasse restrições novamente, e impactando a possibilidade de aulas presenciais em universidades. Confira algumas medidas que estão sendo tomadas por instituições de ensino superior no enfrentamento da pandemia:

Distanciamento social – Grande parte das universidades sequer tem aulas presenciais. Porém, como algumas ainda têm alguns prédios abertos ao público para acesso de recursos como laptops, impressoras e laboratórios, distanciamento social é mandatório. Também é comum encontrar álcool gel em vários pontos, e marcações ao longo dos prédios para facilitar o distanciamento.

Uso de recursos digitais – Por experiência própria, desde antes mesmo da pandemia, algumas universidades já disponibilizaram todo o material de leitura online, por meio de aplicativos. Com a pandemia, muitas instituições passaram a oferecer aulas online em plataformas como Zoom, e gravações que alunos podem acessar por meio de portais do estudante. Além disso, é comum o uso de fóruns online e recursos digitais que permitam discussões em torno do conteúdo. A Middlesex University London, por exemplo, oferece até empréstimo de laptops de graça para os alunos, visando garantir o acesso de todos às plataformas.

Saúde mental – Um aspecto muito falado e visto como importante pelas instituições britânicas é a saúde mental. Além de acompanhamento psicológico sem custo, muitas universidades passaram a investir ainda mais pesado na saúde mental dos alunos, oferecendo ainda mais suporte e aconselhamento, e fazendo parcerias com start-ups e aplicativos que visam diminuir stress e pressão sobre os estudantes.

Avaliação justa – Como a pandemia afetou ou até mesmo interrompeu os estudos de muitos jovens, muitas universidades britânicas passaram oferecer maior flexibilidade nos requisitos para entrar em alguns cursos. Essas medidas têm em vista oferecer uma avaliação justa das notas dos aplicantes, considerando outros aspectos além de notas acadêmicas. Experiência na indústria, trabalho, estágios e outros interesses podem contribuir positivamente para o sucesso do aplicante, na tentativa de proporcionar uma seleção justa para todos.

Ficou curioso? No link abaixo você também pode conferir como algumas universidades estão reagindo e contribuindo na luta contra o coronavírus. Que tal um dia fazer parte de uma delas?

https://universitiesuk.ac.uk/covid19/supporting-national-effort/Documents/we-are-together-case-studies-covid-19.pdf

Gabriel Berwanger

MIddlesex University London

Entradas recientes
Arquivo
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • YouTube Social  Icon
  • LinkedIn Social Icon